Ir para conteúdo
FCC

10h56

Oficina de Música terá cursos específicos para alunos com deficiência

Pela primeira vez em mais de 30 anos, a Oficina de Música de Curitiba oferecerá cursos específicos para alunos com deficiência ou interessados no tema. A 36ª próxima edição da Oficina de Música de Curitiba, acontecerá de 16 a 27 de janeiro, com mais de 100 cursos de músicas categorias Eruditas, Antiga e Popular para iniciantes a profissionais além de concertos por toda a cidade.

As quatro oficinas inclusivas desta edição estão na programação da fase MPB (Música Popular Brasileira), e como as demais, acontecerão no campus da PUC Paraná (Pontifícia Universidade Católica), entre 22 e 27 de janeiro.

A demanda pela inclusão partiu de professores de música. “A sugestão veio de alguns professores que nos procuraram, a ideia foi bem recebida e acho que não tem mais volta, deverá permanecer pelas próximas edições”, avaliou João Egashira, coordenador da fase MPB da Oficina de Música de Curitiba.

Para alunos com deficiência, as oficinas inclusivas serão isentas de taxa de inscrição, que podem ser feitas através do site www.oficinademusica.org.br. Depois de se inscrever, será gerado automaticamente um boleto, que não precisa ser pago. Basta enviar um e-mail (oficinademusica@fcc.curitiba.pr.gov.br) informando a condição da deficiência visual, os dados da inscrição com o boleto não pago.

Deficientes visuais: Alunos cegos, com baixa visão ou interessados na temática contam com dois cursos específicos: Fundamentos do Sistema Braille e da Musicografia Braille e o outro, Raízes da Música, Elementos do Som e da Apreciação Musical (para pessoas com deficiência visual).

Estas duas oficinas serão comandadas por Luiz Amorim, que também é deficiente visual e professor de Teoria Musical e de Prática de Conjunto no Projeto Música Tátil, idealizado e desenvolvido por ele de forma voluntária para pessoas deficientes visuais em Curitiba.

Percussão: Os outros dois cursos inclusivos, de Percussão Especial, são direcionados a pessoa com qualquer tipo de deficiência física. As aulas atendem a demanda da educação musical especial, com diversos ritmos e tipos de instrumentos de percussão para a deficiência de cada aluno.

O professor Luciano Candemil, responsável pelos cursos de Percussão Especial, é músico, percussionista, pesquisador, professor e compositor. Atualmente é doutorando em etnomusicologia na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e membro do Grupo de Pesquisa em Etnomusicologia. No campo da educação especial, Candemil é professor de música na Escola Tempo Feliz, mantida pela APAE de Balneário Camboriú/SC.

Serviço:
Inscrições pelo site: www.oficinademusica.org.br
Dias de Oficina: 16 a 27 de janeiro de 2019
Local dos cursos: PUC-PR, Rua Imaculada Conceição, 1155, Prado Velho

Autor: Assessoria de Imprensa
Fonte: FCC e ICAC

Fale com a comunicação

Veja Também

Outras Notícias

Oficina de Música chega ao fim com público de 50 mil pessoas em 250 eventos

Continue lendo

Coro de 80 crianças do MusicaR participa do encerramento da Oficina

Continue lendo

Famílias se encantam com ópera ao verem filhos no palco

Continue lendo

Homenagem a Waltel Branco e mais 14 shows em bares da cidade

Continue lendo

Despedida da Oficina de Música tem de rock no parque até ópera em teatro

Continue lendo