Ir para conteúdo
FCC

11h13

Capela Santa Maria ganha caixa do projeto Jardins de Mel

As abelhas sem ferrão, atrações principais na manutenção da biodiversidade do planeta, ‘deram uma palhinha’ na Oficina Verde, dentro da programação da 36ª Oficina de Música de Curitiba nesta terça-feira (22/1). A tarde foi marcada pela instalação de uma caixa de abelhas da espécie jataí na Capela Santa Maria.

Quem colocou a caixa e falou mais a respeito do projeto Jardins de Mel, da Prefeitura de Curitiba, foi o agroecólogo e pesquisador do Museu de História Natural do Capão da Imbuia, Felipe Thiago de Jesus. “Poderíamos falar por quatro horas sobre a importância das abelhas nativas para a biosiversidade”, reconheceu.

O projeto tem como objetivo trazer de volta as abelhas nativas responsáveis pela polinização de boa parte da vegetação também nativa. Com a caixa da Capela Santa Maria, já são 15 pontos dos Jardins de Mel na cidade, somando os pontos presentes em unidades de conservação, como parques e praças, e as das hortas comunitárias.

O público, bastante diverso, fez perguntas, especialmente sobre como ter uma colmeia de abelhas sem ferrão em casa. Para Felipe, é importante esse tipo de oportunidade, porque ainda se conhece pouco a respeito das espécies brasileiras.

O poeta Emanuel Schon Ribeiro reconheceu que não sabia muito sobre as espécies nativas. “Por isso quis aproveitar a Oficina Verde para desbravar esse mundo”, disse. Ele participou mais cedo da aula da chef Vânia Krekniski, sobre aproveitamento integral dos alimentos também.

Sem desperdício

Com o tema Nada se joga, tudo se transforma, a aula trouxe diversos exemplos de uso de cascas e folhas que em geral as pessoas descartam ao cozinhar em casa. “Com as ideias da chef, já estou pensando até mesmo em variar a alimentação e comprar produtos novos”, contou Ribeiro.

A advogada Juliana Coelho Martins também saiu satisfeita da aula da chef. “É muito importante a gente saber como aproveitar essas cascas e sementes em produtos tão saborosos. Além de aplicar na minha chácara, vou passar o conhecimento para outras pessoas”, garantiu.

A transmissão do conhecimento é um pilar importante para a chef Vania. “Essas ações [Oficina Verde] nos fortalecem para levar as informações adiante. Estamos aqui também para mostrar as grandes iniciativas que a nossa cidade tem em alimentação saudável e sustentabilidade”, destacou, com os exemplos dos Jardins de Mel e da Horta do Chef.

Continua

A Oficina Verde segue até domingo (27/1). A programação está disponível no sitewww.oficinademusica.org.br. Lá também é possível conferir as vagas e fazer a inscrição para os cursos.

Autor: Assessoria de Imprensa
Fonte: Prefeitura de Curitiba

Fale com a comunicação

Veja Também

Outras Notícias

Oficina de Música chega ao fim com público de 50 mil pessoas em 250 eventos

Continue lendo

Coro de 80 crianças do MusicaR participa do encerramento da Oficina

Continue lendo

Famílias se encantam com ópera ao verem filhos no palco

Continue lendo

Homenagem a Waltel Branco e mais 14 shows em bares da cidade

Continue lendo

Despedida da Oficina de Música tem de rock no parque até ópera em teatro

Continue lendo